Loading...

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Pesquisadores brasileiros realizaram o primeiro tratamento mundial com células-tronco para o tratamento de enfisema pulmonar

PESQUISA

Pesquisadores brasileiros realizaram o primeiro tratamento mundial com células-tronco para o tratamento de enfisema pulmonar. Eles concluíram a fase I do estudo clínico, que visa checar o nível de segurança, ou seja, se o experimento não fará mal ao organismo. Foi constatado que, além de segura, a terapia trouxe melhoras discretas, à saúde e qualidade de vida dos pacientes.
TERAPIA CELULAR
Uma vasta literatura prova que há resultados promissores na regeneração de diversos tecidos, inclusive o pulmonar, por meio da terapia com células-tronco. Apesar de ainda não se conhecer completamente o mecanismo de ação, ou seja, como as células-tronco atuam na regeneração dos tecidos, experimentos com células tronco retiradas da medula óssea têm apresentado resultados potencialmente muito interessantes para tratamento de doenças degenerativas do pulmão.
O MÉTODO
A equipe médica retira células-tronco da medula óssea do próprio paciente. O material é recolhido a partir de uma punção feita na crista ilíaca (osso da bacia).
As células-tronco são processadas em laboratório, em condições rigorosamente assépticas, para evitar risco de infecção. Após o processamento e separação da fração da medula rica em células tronco é feita diluição em soro fisiológico e infusão das células por uma veia do braço do paciente. Logo após a primeira semana houve melhora na qualidade de vida dos pacientes e nenhum deles apresentou efeitos adversos associados ao procedimento.
Fontes: MOS Saúde e Unicentric study of cell therapy in chronic obstructive pulmonary disease / pulmonary emphysema (International Journal of Chronic Obstructive Pulmonary Disease – 2011- vol. 6, pag. 63 – 71).

Nenhum comentário:

Postar um comentário