Loading...

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

DPOC

DPOC (doen�a pulmonar obstrutiva cr�nica) � um espectro de doen�as que inclui a bronquite cr�nica (estreitamento das vias a�reas e paralisa��o da atividade dos c�lios) e o enfisema (danos irrevers�veis nos alv�olos).

O cigarro � respons�vel pela imensa maioria dos casos. A constante exposi��o a elementos irritantes, como poeira, poluentes do ar e vapores qu�micos, tamb�m pode contribuir para o aparecimento da doen�a.

Sintomas

A DPOC � uma doen�a insidiosa de instala��o lenta. Geralmente, o primeiro sintoma � uma discreta falta de ar (dispneia) associada a esfor�os como subir escadas, andar depressa ou praticar atividades esportivas. Com o passar do tempo, a falta de ar vai se tornando mais intensa e � provocada por esfor�os cada vez menores. Nas fases mais avan�adas, a falta de ar se manifesta mesmo com o doente em repouso e agrava-se muito diante das atividades mais corriqueiras. Tosse produtiva e encurtamento da respira��o s�o sintomas que tamb�m podem estar presentes nos quadros de doen�as pulmonares obstrutivas.

Diagn�stico

O diagn�stico baseia-se nos achados do exame f�sico e na hist�ria do paciente. Como os sintomas podem n�o ser indicativos da extens�o do dano respirat�rio, � fundamental realizar um exame chamado espirometria para avaliar a capacidade ventilat�ria pulmonar.

Muitos especialistas recomendam que toda pessoa que fuma h� mais de dez anos fa�a esse exame para que o diagn�stico seja feito nas fases iniciais, quando o dano aos tecidos do sistema respirat�rio ainda n�o se tornou irrevers�vel.

Tratamento

Parar de fumar � a �nica forma de impedir o decl�nio progressivo da fun��o respirat�ria. Chicletes, adesivos de nicotina e drogas antidepressivas como a bupropiona, associados a terap�uticas comportamentais, s�o de grande utilidade para tratamento da depend�ncia de nicotina nos portadores de DPOC.

Drogas broncodilatadoras e os anticolin�rgicos est�o indicados para aliviar os sintomas associados � produ��o e elimina��o das secre��es. Os derivados da cortisona por via inalat�ria podem ser �teis, mas seu uso prolongado pode provocar efeitos indesej�veis.

Diversos estudos demonstraram que, nos casos mais graves, o �nico tratamento m�dico capaz de aumentar a sobrevida dos portadores da doen�a � a oxigenioterapia. T�cnicas fisioter�picas de reabilita��o respirat�ria aumentam a resist�ncia aos esfor�os e melhoram a qualidade de vida, mas aparentemente n�o prolongam a sobrevida.

Recomenda��es

* evite fumar. Dependendo de quanto os pulm�es estejam afetados, parar de fumar pode reduzir, ou mesmo eliminar, os sintomas da bronquite cr�nica e impedir a progress�o do enfisema, embora n�o reverta o processo j� instalado. Os danos aos alv�olos s�o permanentes, por isso os sintomas do enfisema n�o desaparecem;

* n�o se autoengane. Se voc� � fumante, considere que a depend�ncia de nicotina pode lev�-lo a tornar-se dependente dos outros para as tarefas mais insignificantes e corriqueiras;

* fique atento: todos os portadores de DPOC devem receber anualmente uma dose de vacina contra a gripe e outra contra o pneumococo, para evitar que a concomit�ncia de processos infecciosos agrave o quadro respirat�rio;

* saiba que o aumento progressivo da longevidade ocorrido na segunda metade do s�culo XX e o enorme contingente de fumantes colocaram a DPOC entre as cinco enfermidades mais prevalentes nos pa�ses industrializados e em certas regi�es do Brasil.

www.drauziovarella.com.br